23 de jul de 2010

Tupinambás vive Aventura Sênior e Guia em Paranaguá





A Tropa Sênior viveu, recentemente, a grande “Aventura Sênior e Guia”, ocorrida na cidade de Paranaguá, estado do Paraná. A abertura foi no dia 17, no local das atividades, em Praia do Leste na sede do Banestado.
Na oportunidade os jovens foram divididos em quatro sub campos. Ao Tupinambás ficou o Paranaguá, representado pela cor verde. Havia aproximadamente 70 patrulhas por Sub Campo, incluindo uma patrulha do HAITI.
As atividades eram variadas, mas de grande valia e emoção. Por causa da chuva intensa, ao invés de acampamento, todos tiveram que dormir num ginásio, pois a água alagou o local, porém nenhuma atividade foi cancelada.
No domingo pela manhã ocorreu uma atividade surpresa na cidade de Sérgio Scheleder, momento em que ficaram sabendo que haveria um Raffting.
Na parte da tarde foram para o Porto de Paranaguá onde tiveram uma palestra sobre o funcionamento em geral e sobre cargas portuárias (escotismo também é cultura), após foram conhecer os navios cargueiros.
Na segunda de manhã os jovens saíram para uma trilha e pernoite. Com aproximadamente 10 km, tinha como primeira parada um cemitério de índios, local que havia uma base de exercito onde estava um enfermeiro e chefia ajudando na organização e chegada dos jovens. Após houve a parada para o almoço.
Seguindo a trilha, a próxima base era de confecção da jangada onde era fornecido todo material necessário como taquaras, sisal, toneis e outros materiais necessários. Só podia sair com a jangada no rio após a mesma ser aprovada por chefes especializados em nós e amarra e pela Marinha do Brasil, já que a profundidade do rio era mais de 30m. Depois do pernoite os jovens eram encaminhados para a descida do rio Guaragaçú com as suas próprias jangadas num trajeto de 17 km. O Tupinambás chegou até o fim, alcançando a 29ª colocação, que por sinal foi muito boa, pois o Sub Campo tinha 69 patrulhas.
Na noite de encerramento, no dia 20, o ponto principal foi a entrega de Eficiência de Campo, modalidade também alcançada pelo Tupinambás.
“Esta foi uma oportunidade muito grande para nossos jovens, pois viram que é só se unir e ter um bom sistema de patrulha que tudo da certo”, destaca a Chefe Rosangela, orgulhosa desses jovens, que foram para essa aventura pois souberam representar muito bem o GE Tupinambás.

Carlos Alberto da Silveira
Assessoria de Imprensa

19 de jul de 2010

Tupinambás ensaia para o Festival da Canção



Enquanto a Tropa Sênior participa da Aventura Escoteira Nacional Sênior e Guia, Lobinhos e Escoteiros aproveitaram a tarde chuvosa do último sábado, 17, para elaborar as letras das músicas para o festival da canção que será realizado no próximo mês de agosto em Tapejara.
O Clã de Pioneiros também esteve reunido na sede para planejar uma campanha de arrecadação de agasalhos e definir pontos de coleta e estratégia de divulgação. Os agasalhos doados serão repassados para entidades carentes do município.

Carlos Alberto da Silveira
Assessoria de Imprensa

4 de jul de 2010

Festa Junina anima Tupinambás em tarde de arraiá




Dando continuidade as atividades que acontecem todos os anos em datas comemorativas ou de folclore nacional, a sede do 44º Grupo de Escoteiros Tupinambás foi, no último sábado, 10, o cenário para a Festa Junina, um momento ímpar do ano onde se pode extrapolar na fantasia, diversão e extravasar a alegria ao máximo. A grande festa foi realizada após as atividades escoteiras, o Arraiá do Tupinambás.
Para que ficasse tipicamente caracterizada, além das vestimentas caipiras, teve música, pescaria, comida típica, danças e até casamento caipira com padre e tudo mais que tem direito.
Escoteiros, Executiva e chefias capricharam na caracterização garantido muita diversão para todos os participantes.
Na avaliação dos chefes, o arraiá do Grupo não é apenas uma festa típica a ser comemorada uma vez por ano, mas sim uma oportunidade de se viver mais estas datas que estão inseridas em nosso folclore, como também proporcionar aos jovens uma maior integração, visto que nesta oportunidade todos são participantes de uma grande festa, independente de serem lobinhos, escoteiros, sênior ou pioneiro.

Carlos Alberto da Silveira
Assessoria de Imprensa

2 de jul de 2010

Blog do Tupinambás chega perto dos 18 mil acessos


É com muita alegria e satisfação de estar executando um trabalho de grande importância para a sociedade e ao Movimento Escoteiro Mundial, que chefias, Executiva e coordenação do Jornal A Gralha do 44º Grupo de Escoteiros Tupinambás destacam a satisfação do blog estar perto de atingir a marca dos 18 mil acessos.
O Jornal A Gralha iniciou as suas atividades no mundo da internet ainda no ano de 2008, oportunidade em que, através de uma iniciativa inédita, se colocava todas as atividades desenvolvidas pelo grupo, como depoimentos de autoridades sobre o que acham do trabalho executado pelo Tupinambás e outros grupos escoteiros de Erechim e Alto Uruguai.
Desde então vem tomando corpo e importância estadual e nacional, visto que hoje é pauta para outros grupos, como também para o site oficial da União dos Escoteiros do Brasil/RS.
Atualmente também ultrapassa oceanos, já que recentemente um grupo da Inglaterra recebeu um kit do Tupinambás e um livro da história do município de Erechim, já que o mesmo tem como integrante do ramo Lobo um neto de erechinenses. Além mar, abre ainda mais o leu leque de relacionamentos.
Para o jornalista Carlos Alberto da Silveira e o chefe Sênior Paulo Hübner, responsáveis pelo projeto, ver que o blog é tão acessado por escoteiros de todo o Brasil e fora dele, é mais que satisfação, mas sim o certeza do sucesso de um projeto que nasceu de um resgate do Jornal A Gralha que era impresso nos anos 70 ainda no mimiógrafo e hoje, com toda a tecnologia, pode ser acessado e lido em apenas um clicar do dedo em qualquer parte do mundo através do www.jornalagralha.blogspot.com

Carlos Alberto da Silveira
Assessoria de Imprensa